Translate

quinta-feira, 10 de maio de 2012


Se o amor vier, Ame! Se ele for embora, Chame! Se ele não ouvir, Grite! Se ele não voltar mande se foder porque o amor é cego e não surdo!

SEXO SEGUNDO...

Segundo o médico é uma doença, porque sempre termina na cama.

Segundo o advogado é uma injustiça, porque sempre há um que fica por baixo.

Segundo o engenheiro é uma máquina perfeita, porque é a única em que se trabalha deitado.

Segundo o arquiteto é um erro de projeto, porque a área de lazer fica muito próxima á área de saneamento.

Segundo o político é um ato de democracia perfeito, porque todos gozam independente da posição.

Segundo o economista é um desajuste, porque entra mais do que sai. Ás vezes, nem se sabe o que é ativo ou passivo.

Segundo o contador é um exercício perfeito: Põe-se o bruto, faz-se o balanço, tira-se o bruto e fica o líquido. Podendo, na maioria dos casos, ainda gerar dividendos.

Segundo o matemático é uma perfeita equação, porque a mulher coloca entre parênteses, eleva o membro à sua máxima potência, e lhe extrai o produto, reduzindo-o à sua mínima expressão.

Segundo o psicólogo é foda.
ka entre nois as coisas tão esquisitas dimais...
1 - Ter um final feliz.

2 - Uma pessoa feia ficar bonita.

3 - Uma adolescente ficar grávida.

4 - Um aidético contaminar alguém.

5 - Um traficante virar do bem.

6 - Um drogado ir para uma clinica de reabilitação

7 - Pessoas da favela morarem num bairro luxuoso.

8 - Empresa de rico falir.

9 - Fofoqueiras continuarem a fofocar.

10 - Mulheres cobiçando o marido da outra.

11 - Pobres sentem inveja dos ricos.

12 - Uma pessoa gorda continuar gorda.

13 - Pessoas casando.

14 - Ricos querendo separar o casal de rico e pobre.

15 - Políticos corruptos perdem na eleição.

16 - Pessoas que acham que são especiais, são mesmo especiais.

17 - Cachorro de rua ganhar um lar.

18 - Cenas picantes.

19 - Ter uma pessoa paranormal.

20 - Pobres descobrem que são filhos de ricos.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

BOM DIA GENTE LINDA !

Hoje o nosso bom dia vai com esta linda oração postada pela nossa querida amiga Ana Bonadia... " Ki Nossu Sinhô ti dê muitchas benças nu dia di Hoje" ! ! !

Um abraço enorme ... :-)) ... M.B.
Oração do Matuto

Ói Deus,
nóis tá sempre pedindo as coisas pro Sinhô.
Nóis pede dinhero
nóis pede trabaio
nóis pede pra chovê
e se chove demais
nóis pede pra pará
mode a coiêta num afetá.
Nóis pede amô
nóis pede pra casá
pede casa pra morá
nóis pede saúde
nóis pede proteção
nóis pede paiz
nóis pede pra dislindá os nó
quando as coisa comprica,
mode a vida corrê mió.
Quando a coisa aperta nós reza
pedindo tudo que nos farta
É uma pedição sem fim
e se as coisa dá certo
nóis vai na igreja mais perto
e no pé de argum santo
que seja de devoção
nóis dexa sempre uns merréis
e lá nos cofre da frente
nóis coloca mais uns tostão.
Mais hoje Meu Sinhô
bateu uma coisa isquisita
e eu me puis a matutá
nóis pede pede e pede
mas nóis nunca pergunta
comé que o Sinhô está
se tá triste ou contente
se precisa darguma coisa
que a gente possa ajudá
e por esse esquecimento
O Sinhô há de nos descurpá.
Ói Deus, nóis sempre pensa
que o Sinhô não precisa de nada
mais tarvêz não seja assim
tarvêz o Sinhô precisa de mim
sim ... o Sinhô precisa, sim
precisa da minha bondade
pecisa da minha alegria
precisa da minha caridade
no trato com meus irmão.
Nóis somos o seu espêio
nóis somos a sua Criação
nóis num pode fazê feio
nem ficá fazendo rodeio
nem desapontá o Sinhô
nem amargá o seu sonho
que foi um sonho de amô
quando essa terra todinha criô.
Ói Deus, eu prometo
Vou rezá de outro jeito
vou pará com a pedição
e trocá milagre por tostão
tarvez até eu peça uma graça
mas antes eu vô vê direitinho
o que é que andei fazendo de bão
e se nada de bão eu encontrá
muito vou me envergonhá
e ainda vô pedí perdão.

domingo, 6 de maio de 2012

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Posted by Picasa


MENSAGEM DE TRIGUEIRINHO

PUBLICADA NO JORNAL O TEMPO - BH
EM 06 DE ABRIL DE 2008


O sofrimento que se abate hoje sobre a Terra é incalculável.
Os fatos confirmam que estamos no princípio de um processo que, em curto período, terá seu desenvolvimento e desfecho na 'escola da dor'.

Podemos compreender a necessidade desse aprendizado como recurso último:
sem ele a autodestruição da espécie humana na Terra seria inevitável.
Porém, não podemos deixar de nos perguntar como mitigar tão grande sofrimento, contribuindo para que esse processo inevitável transcorra com a maior harmonia possível.

Para isso,é bom lembrar que, apesar de tamanha carga negativa, maior é a ajuda disponível nos níveis supramentais, onde o caos não existe,e maiores as facilidades para contatá-los.
Nesses níveis, irmãos mais experientes, provindos de outras esferas siderais, velam pela humanidade mas, embora possam ajudar aos que estiverem receptivos, não podem equilibrar as más ações que o homem engendrou.

Eis como podemos contribuir para a harmonia.
E se assumirmos essa tarefa, notaremos transformações imediatas em nossa vida, com benéficas repercussões planetárias.

1. À medida que desenvolver a atenção sobre as próprias ações aprender a controlá-las, observará mais defeitos e falhas em sua pessoa.
Se cometer algum deslize, prontifique-se a não repeti-lo e a manifestar o oposto.
Depois, siga adiante com decisão.

2. Não alimente culpa e ressentimento em si mesmo nem nos demais.
Não há culpados, mas aprendizes.
Dispomo-nos a aprender quando nos abrimos à transformação.

3. Não tente justificar-se, nem perante si mesmo nem perante aos demais.
Aprenda com o erro e com o acerto e dê o passo seguinte.

4. Coligue-se com os níveis mais internos da sua consciência. Descubra como fazê-lo.
Todos sabem, pois é um conhecimento inerente ao ser.
Lembre-se de algum momento de muita dificuldade, em que, voltado para Deus, ou para um poder superior, você tenha com sinceridade suplicado ajuda.
O 'lugar' em seu interior ao qual se dirigiu é para onde você deve volver a todo instante em busca de união com a divindade.
Essa ação silenciosa é profundamente eficaz e transformadora.

5. Permita que a compaixão aflore em seu ser. Isso nada tem a ver com envolvimentos ou demonstrações emocionais.
A compaixão é a compreensão da real necessidade de outrem, a união com a essência dos seres.

6. Faça de sua vida externa um reflexo, o mais fiel possível, das suas mais altas aspirações.
Ações abnegadas repercutem de maneira benéfica e indescritível em toda a aura do planeta e evocam os elementos positivos, latentes e manifestos, dos reinos da natureza. Pratique-as, e pouco a pouco você conhecerá uma alegria transcendente.

7. Nada tema, não vacile. Conte com a inspiração do seu eu superior interno.

8. Eleve ao eu superior por inteiro o amor e o afeto de que você é capaz.
Invoque a graça, que lhe vem por intermédio do espírito imortal.

9. Repudie com firmeza todo e qualquer pensamento ou imaginação que o desvie da meta eleita.

10. Não alimente o que deve morrer.
Não semeie o que não deve nascer.
Sua fortaleza será tanto maior quanto mais você se pautar por essa lei.

11. Tenha presente que outros seres o esperam avançar para poderem avançar também.

12. Lembre-se de que o mais importante é sua inteira e cristalina adesão à verdade.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Trigueirinho - A Vida que nos espera: A Grande Transição - Parte 1/5

Trigueirinho - A Vida que nos espera: A Grande Transição - Parte 2/5

Trigueirinho - A Vida que nos espera: A Grande Transição - Parte 3/5

Trigueirinho- A Vida que nos espera: A Grande Transição - Parte 4/5

Trigueirinho - A Vida que nos espera - A Grande Transição- Parte 5/5


A NOTA DE R$ 100,00
Um famoso palestrante começou um seminário numa sala com 200 pessoas, segurando uma nota de R$ 100,00. Ele perguntou: “Quem de vocês quer esta nota de R$ 100,00?” Todos ergueram a mão...
Então ele disse: “Darei esta nota a um de vocês esta noite, mas primeiro, deixem-me fazer isto...” Então, ele amassou totalmente a nota. E perguntou outra vez: “Quem ainda quer esta nota?” As mãos continuavam erguidas.
E continuou: “E se eu fizer isso...” Deixou a nota cair no chão, começou a pisá-la e esfregá-la. Depois, pegou a nota, agora já imunda e amassada e perguntou: “E agora?” “Quem ainda vai querer esta nota de R$ 100,00?” Todas as mãos voltaram a se erguer. O palestrante voltou-se para a platéia e disse que lhes explicaria o seguinte: “Não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês continuaram a querer esta nota, porque ela não perde o valor. Esta situação também acontece conosco. Muitas vezes, em nossas vidas, somos amassados, pisoteados e ficamos nos sentindo sem importância. Mas não importa, jamais perderemos o nosso valor. Sujos ou limpos, amassados ou inteiros, magros ou gordos, altos ou baixos, nada disso importa! Nada disso altera a importância que temos. O preço de nossas vidas, não é pelo que aparentamos ser, mas pelo que fizemos e sabemos.”
Agora, reflita bem e procure em sua memória:
Nomeie as 5 pessoas mais ricas do mundo.
Nomeie as 5 últimas vencedoras do concurso de Miss Universo.
Nomeie 10 vencedores do prêmio Nobel.
Nomeie os 5 últimos vencedores do prêmio Oscar, como melhores atores ou atrizes.
Como vai? Mal, né? Difícil de lembrar? Não se preocupe. Ninguém de nós se lembra dos melhores de ontem.
Os aplausos vão-se embora. Os troféus ficam cheios de pó. Os vencedores são esquecidos.
Agora faça o seguinte:
Nomeie 3 professores que te ajudaram na tua verdadeira formação.
Nomeie 3 amigos que já te ajudaram nos momentos difíceis.
Pense em algumas pessoas que te fizeram sentir alguém especial.
Nomeie 5 pessoas com quem transcorres o teu tempo.
Como vai? Melhor, não é verdade?
As pessoas que marcam a nossa vida não são as que têm as melhores credenciais, com mais dinheiro, ou os melhores prêmios.
São aquelas que se preocupam conosco, que cuidam de nós, aquelas que, de algum modo, estão ao nosso lado.
Reflita um momento. A vida é muito curta. Você, em que lista está? — com Carlos Henrique 

vocêsabeessa

PRECONCEITO

MEUS AMIGOS Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril. Oscar Wilde