Translate

sábado, 24 de julho de 2010

A vida precisa ser renovada. A morte é a mudança que estabelece a renovação. Quando alguém parte, muitas coisas se modificam na estrutura dos que ficam e, sendo uma lei natural, ela é sempre um bem, muito embora as pessoas não queiram aceitar isso. Nada é mais inútil e machuca mais do que a revolta. Lembre-se de que nós não temos nenhum poder sobre a vida ou a morte. Ela é irremediável. O inconformismo, a lamentação, a evocação reiterada de quem se foi, a tristeza e a dor podem alcançar a alma de quem partiu e dificultar-lhe a adaptação na nova vida. Ele também sente a sensação da perda, a necessidade de seguir adiante, mas não consegue devido aos pensamentos dos que ficaram, a sua tristeza e a sua dor. Se ele não consegue vencer esse momento difícil, volta ao lar que deixou e fica ali, misturando as lágrimas, sem forças para seguir adiante, numa simbiose que aumenta a infelicidade de todos. Pense nissoo. Por mais que esteja sofrendo a separação, se alguém que você ama já partiu, libere-o agora. Recolha-se a um lugar tranqüilo, visualize essa pessoa em sua frente, abrace-a, diga-lhe tudo que seu coração sente. Fale do quanto a ama e do bem que lhe deseja. Despeça-se dela com alegria, e quando recorda-la, veja-a feliz e refeita. A morte não é o fim. A separação é temporária. Deixe-a seguir adiante e permita-se viver em paz. A morte é só uma mudança de estado. Depois dela, passamos a viver em outra dimensão

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Cachoeira do Escorrega

A cachoeira do escorrega é, sem dúvida, um dos lugares mais aprazíveis de Analândia. É um dos locais prediletos dos turistas e visitantes. Encanta pela beleza e tranquilidade do ambiente. Também agrada pela emoção e adrenalina que proporciona. A descida em bóias garante diversão a quem se aventura e proporciona uma experiência incrível. O local conta com restaurante e camping, onde se pode degustar comida da melhor qualidade. A cachoeira está em uma das nascentes do importante rio Corumbataí. Os passeios a cavalo são outra atração proporcionada aos turistas e visitantes. Quem desejar conhecer e desfrutar das belezas da cachoeira do escorrega pode manter contato com o Pedro Ferreira (o Minhoco), pelo telefone (19) 9766-4485.

CQC EM ANALÂNDIA

A partir das 22:15 na Band.
CQC em Analândia!
Os 3 últimos desejos de ALEXANDRE O GRANDE: 1, Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época; 2, Que fosse espalhado no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistado como prata , ouro, e pedras preciosas ; 3, Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos. Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a ALEXANDRE quais as razões desses pedidos e ele explicou: 1, Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte; 2, Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem; 3, Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

O que muda com o acordo ortográfico Fonte: professor Sérgio Nogueira www.g1.globo.com Alfabeto - ganha três letras Antes 23 letras 26 letras: entram k, w e y Depois Trema - desaparece em todas as palavras Antes Freqüente, lingüiça, agüentar * Fica o acento em nomes como Müller Frequente, linguiça, aguentar Depois Acentuação 2 - some o acento no i e no u fortes depois de ditongos (junção de duas vogais), em palavras paroxítonas Antes Baiúca, bocaiúva, feiúra * Se o i e o u estiverem na última sílaba, o acento continua como em: tuiuiú ou Piauí Baiuca, bocaiuva, feiura Depois Observação: as demais regras de acentuação permanecem as mesmas Acentuação 5 - some o acento agudo no u forte nos grupos gue, gui, que, qui, de verbos como averiguar, apaziguar, arguir, redarguir, enxaguar Antes Averigúe, apazigúe, ele argúi, enxagúe você Averigue, apazigue, ele argui, enxague você Depois Acentuação 4 - some o acento diferencial Antes Pára, péla, pêlo, pólo, pêra, côa * Não some o acento diferencial em pôr (verbo) / por (preposição) e pôde (pretérito) / pode (presente). Fôrma, para diferenciar de forma, pode receber acento circunflexo Para, pela, pelo, polo, pera, coa Depois Acentuação 1 - some o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (as que têm a penúltima sílaba mais forte) Antes Européia, idéia, heróico, apóio, bóia, asteróide, Coréia, estréia, jóia, platéia, paranóia, jibóia, assembléia * Herói, papéis, troféu mantêm o acento (porque têm a última sílaba mais forte) Europeia, ideia, heroico, apoio, boia, asteroide, Coreia, estreia, joia, plateia, paranoia, jiboia, assembleia Depois Hífen - veja como ficam as principais regras do hífen com prefixos: Prefixos Agro, ante, anti, arqui, auto, contra, extra, infra, intra, macro, mega, micro, maxi, mini, semi, sobre, supra, tele, ultra... Quando a palavra seguinte começa com h ou com vogal igual à última do prefixo: auto-hipnose, auto-observação, anti-herói, anti-imperalista, micro-ondas, mini-hotel Em todos os demais casos: autorretrato, autossustentável, autoanálise, autocontrole, antirracista, antissocial, antivírus, minidicionário, minissaia, minirreforma, ultrassom Hiper, inter, super Quando a palavra seguinte começa com h ou com r: super-homem, inter-regional Em todos os demais casos: hiperinflação, supersônico Sub Quando a palavra seguinte começa com b, h ou r: sub-base, sub-reino, sub-humano Em todos os demais casos: subsecretário, subeditor Vice Sempre: vice-rei, vice-presidente Em todos os demais casos: pansexual, circuncisão Pan, circum Quando a palavra seguinte começa com h, m, n ou vogais: pan-americano, circum-hospital

PRECONCEITO

MEUS AMIGOS Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril. Oscar Wilde