Translate

domingo, 11 de agosto de 2013

 assustador o suficiente?
Cola Beverages Usado como inseticida, na Índia Oriental cultivando!
Imagine o que vai fazer a sua saúde!

Para os agricultores, no estado indiano oriental de Chhattisgarh é mais barato do que os pesticidas e começa o trabalho feito tão bem. O produto? Pepsi ou Coca-Cola.

Cientistas agrícolas dar-lhes algum apoio - eles dizem que o alto teor de açúcar das bebidas pode torná-los eficazes no combate as pragas.

Os agricultores dos distritos de Chhattisgarh Durg, Rajnandgaon e Dhamtari dizer que eles têm usado com sucesso Pepsi e Coca-Cola para proteger suas plantações de arroz contra pragas.

"Tudo o que está acontecendo é que as plantas obter um fornecimento directo de carboidratos e açúcar, que por sua vez aumenta a imunidade das plantas"
~ Sanket Thakur,
cientista agrícola

É uma tendência que tem sido visto em outras partes da Índia, com os agricultores também usando marcas indianas de colas.

A prática do uso de refrigerantes no lugar de pesticidas, que são 10 vezes mais caro, está ganhando tanta popularidade que as vendas das bebidas aumentaram drasticamente em aldeias remotas.

Tanto a Coca-Cola e Pepsi tem um pH abaixo de 3 e um ORP positivo correr 250 mV, fazendo com que estas bebidas chamados um ácido forte e tóxico para os seres humanos, animais e insetos.

PARA MAIS: Agricultores combater pragas com colas: http://news.bbc.co.uk/2/hi/south_asia/3977351.stm -

Nenhum comentário:

Postar um comentário

vocêsabeessa

PRECONCEITO

MEUS AMIGOS Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril. Oscar Wilde