Translate

domingo, 28 de julho de 2013

PENSEM COMO OS PÁSSAROS

Mensagem de Salomão
Recebida por Armando Carboni
Em 23 de julho de 2013



Eu sou Salomão e sinto uma preocupação que pode ser talvez até encoberta por vocês que não sabem comandar de uma forma segura as suas emoções e tampouco os seus sentimentos.

Peregrinam pela sua vida buscando poderio, encantamento e tesouro sem ter o brilho da piedade e nem o clamor da pureza que consiste em ajudar os seus semelhantes!

Isto é muito triste principalmente para quem, que como eu, transita em uma dimensão que não é mais a de vocês que nesse momento estão vivendo no planeta Terra, mas à qual, com toda certeza, vocês voltarão quando chegar a hora certa para isso.

Vocês sentem agora em seu peito um coração que bate ritmicamente para que possam respirar para poderem viver.

Mas vocês não deixam esse coração se libertar para o amor e o aprisionam para que vocês não tenham as obrigações e os deveres que a sua vida determina e que pela força de seu destino tenham que passar.

A vida de cada um de vocês é cercada por verdades e mentiras, por iluminação e trevas e cabe a cada um decidir qual será a melhor escolha.

E pensem bem antes de responder, porque nem sempre é a verdade absoluta que os sustenta, nem sempre é a verdade que os consola.

Ninguém deve impedir que a verdade seja revelada ou respeitada, mas às vezes, por cautela ou precaução, vocês se veem com a necessidade de mentir para não piorar as situações de alguns momentos atrozes, para não complicar ainda mais os momentos escuros que a vida lhes traz.

O momento de se usar a mentira pode ser muito complicado e pode parecer para vocês um pecado, mas não o é quando a necessidade máxima os obriga a usá-la.

Não se comprometam e nem criem alianças usando a mentira com o sentido de tirar proveito ou humilhar alguém e nem por qualquer sentido vulgar julgando que usar a mentira pode até se tornar um milagre em certas ocasiões.

Não se mostrem muito ávidos naquilo que pretendem realizar e os projetos elaborados ajudam em muito as suas realizações.

Por isso é necessário que vocês os façam com calma e dedicação.

Procurem entendê-los para que vocês encontrem as soluções exatas para os problemas que surgirem e se não encontrarem as soluções ideais, não se envergonhem de pedir ajuda.

Para qualquer acontecimento, bom ou ruim, vocês terão que dar um tempo ou um espaço para a concretização do sentido que esse acontecimento tem e não se precipitem em achar logo uma solução.

A pressa não é o melhor caminho: o melhor caminho é o de uma análise bem realizada.

Não fiquem presos às aflições, aos apertos angustiosos do coração: isso somente lhes trará desgosto, desconforto, dúvidas e preocupações.

Despertem para uma vida com paz e alegria.

Pensem como os pássaros e voem livres pelo seu espaço, sentindo o vento afagando o seu rosto e refrescando a sua memória nas coisas boas que a vida vem lhes proporcionando.

Vocês precisam estar sempre preparados para tudo que possa acontecer e procurarem as condições reais e a altivez certa para saírem ilesos de todas as más situações que a vida teima em colocar em seus caminhos.

Com o passar do tempo a sua memória vai se apagando e o esquecimento enfraquece as histórias que vocês viveram, mesmo se essas histórias foram saudáveis e boas e deixaram para vocês recordações preciosas e felizes.

Como já disse no principio, eu sou Salomão e agora digo: o principal não é vocês iluminarem o mundo e sim se sentirem iluminados por aquilo que fazem.

Sejam todos corretos para sentirem como vale a pena viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

vocêsabeessa

PRECONCEITO

MEUS AMIGOS Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril. Oscar Wilde