Translate

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Infecção — Presença e ação de bactérias, vírus e parasitas dentro do corpo. Insulina — Hormônio antidiabético produzido pelo pâncreas. Ionização — Processo de produção de átomos com cargas elétricas po- sitivas ou negativas (íons). Ishwara — Cristo Interno. Ishwrapranidhana — Entregar-se aos desígnios da Providência; total doação a Deus. Isquemia — Falta de sangue num órgão ou área, devido a espasmo ou fechamento da artéria supridora. Jalandhara bandha — Pressão do queixo sobre o esterno. Japa — Salmo, ladainha, jaculatória, repetição rítmica de ummantram. Jatru — Ombro. Jiva — Alma individual em experiência evolutiva. K Karma(lei) — Lei universal de causa e efeito, pela qual cada ser humano padece ou goza as conseqüências de seu agir no mundo como ser livre e responsável que é. Karma Yoga — Método de Yoga pela ação. Karman — Ação. Koshas — Vaso, recipiente, estojo, vestidura, corpo. Krisma — Um dos avataras(encarnação) de Narayana(Deus) ; perso- nagem central do Bhagavad Gitâ. Ksaham — Perdão, misericórdia. Kumbhaka — Pulmões cheios (apnéia) . Kundailini — Força estranha, em estado de latência no châkrar a i z . Lesão — Alteração na estrutura de tecfdo, em virtude de ferimento ou enfermidade. Ülceras, tumores, abscessos... são lesões. Ludoterapia — Tratamento pelo recreio, jogo, divertimento. Lumbago — Dor lombar (final das costas) ; termo genérico de toda condição dolorosa nas costas. M Makarâsana — Postura de relax, deitado sobre o ventre. Mala — Impureza mental. Mala — Rosário de 108 contas, com o qual o hinduísta faz japa. Manas — Mente. Manomayakosha — Corpo mental. Mantram — Palavra de força ou significado transcendente, cuja repetição (japa)propicia grandes proveitos psíquicos e espirituais. Matsyâsana — Pose (âsana)do peixe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

vocêsabeessa

PRECONCEITO

MEUS AMIGOS Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril. Oscar Wilde